Banner Intercâmbio Alimentos

Discentes do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFG Realizam Intercâmbio em Laboratórios Internacionais

Em 10/08/21 16:39. Atualizada em 10/08/21 17:00.

Intercâmbio Alimentos

Discentes de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA) da Escola de Agronomia (EA) da UFG devem decolar, neste segundo semestre de 2021, para uma grandiosa aventura, tanto profissional como pessoal, em laboratórios de pesquisa de diferentes países: Portugal, França, Alemanha e Canadá.

São elas: Bruna Melo Miranda (orientada do Prof. Flávio Alves da Silva); Nathalia S. F. Mendes (orientada da Profª. Tatianne Ferreira de Oliveira); Gabriela S. Mendes Coutinho (orientada do Prof. Manoel Soares Soares Junior) e Suélen Frantz (orientada da Profª. Priscila Zaczuk Bassinello).

“As atividades de pesquisa em colaboração internacional são fundamentais para fortalecer laços de Internacionalização do PPGCTA e, consequentemente, da EA-UFG”, relata a Profª. Drª. Tatianne Ferreira de Oliveira, atual coordenadora do PPGCTA, que morou dez anos no exterior realizando atividades de pesquisa, trabalha com diversos parceiros internacionais e reforça a importância dessa vivência internacional: “É uma experiência única para nossos discentes, tanto profissional como pessoal, abrindo novas visões para o mundo e para a sociedade. É enriquecedor podermos receber alunos estrangeiros e enviar nossos discentes para trabalhar com temas das pesquisas brasileiras no exterior, colocando o Brasil e a UFG dentro de discussões internacionais”. A professora relata, também, que o corte de verba, a falta de recursos e a diminuição de bolsas de intercâmbio vêm afetando as parcerias internacionais: “Muitas vezes, nossos discentes possuem a carta de aceite da Instituição Internacional e não conseguem bolsa, ou não obtêm resultado satisfatório para o teste de proficiência em língua estrangeira, que é, atualmente, um dos requisitos estabelecidos pela Capes e CNPq para a implementação das bolsas de estudos no exterior”.

As discentes do PPGCTA obtiveram o aceite da bolsa no início de 2021, estão apreensivas de não poderem embarcar por conta do agravamento da pandemia de Covid-19, e relatam abaixo o desejo da concretização do estágio doutoral internacional:

 

Bruna Melo Miranda

 

 

A doutoranda Bruna Melo Miranda participou da seleção do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD)  e foi comtemplada com uma bolsa de doutorado sanduíche, para a realização de parte do seu projeto de doutorado na Alemanha. O projeto, com duração de 6 meses, será realizado na Universidade Técnica de Berlim (TU Berlin), uma das maiores universidades técnicas da Alemanha, reconhecida internacionalmente e rica em tradição. O projeto intitulado “Osmometric and rheological studies of the heteropolysaccharide extracted from Plinia cauliflora (jabuticaba)” trata-se de estudo reológico e osmométrico do heteropolissacarídeo extraído da casca de jabuticaba, fruta tipicamente brasileira, com amplo potencial de aplicação industrial.

 

Gabriela Silva Mendes Coutinho

 

A doutoranda Gabriela Silva Mendes Coutinho foi contemplada com uma bolsa de doutorado sanduíche pelo Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) da Capes. O projeto terá duração de 6 meses e será conduzido no departamento Food Science and Bioproducts da University of Saskatchewan (Canadá), nomeada uma das melhores universidades de pesquisa do Canadá. Certamente esse estágio doutoral será uma experiência muito enriquecedora, tanto para o lado profissional como pessoal, e que deve contribuir para a internacionalização do PPGCTA, gerando frutos para a UFG e para o Brasil.

 Suélen Caroline Frantz

A doutoranda Suélen Caroline Frantz foi aprovada no Edital Capes PDSE 19/2020 e passará um período de 6 meses no Instituto Politécnico de Bragança - Portugal, desenvolvendo o projeto intitulado “Caracterização química e propriedades bioativas de farinhas de feijão fermentadas com diferentes espécies de macrofungos e bactérias láticas”. A realização deste intercâmbio representa uma grande oportunidade de aprender novas técnicas e metodologias, de crescimento profissional e pessoal, e de obtenção de resultados importantes para aproveitamento de subprodutos do feijão. Representa, ainda, a abertura de portas para outros discentes e para as instituições envolvidas no projeto (UFG, Embrapa Arroz e Feijão e Embrapa Agroenergia).

 

 Nathalia da Silva Rodrigues Mendes

 

A doutoranda Nathalia da Silva Rodrigues Mendes foi contemplada com uma bolsa do Campus France, sendo uma colaboração com o INRAE (Instituto Nacional de Pesquisa em Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente), ISARA, Bordeaux Sciences Agro - BSA e a UFG. Este projeto colaborativo trará pesquisadores internacionais para a UFG, fortalecendo grupos de pesquisa e envolvendo orientadores e parceiros, além de publicações internacionais e transferências de tecnologia ao longo do projeto.

Categorias: NOTÍCIA